SAPIRANGA CONVIDA LULA BARBOSA NO MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA

O cantor e compositor baiano SAPIRANGA apresenta seus convidados para uma bate-papo literomusical, com o objetivo de aproximar o público das riquezas culturais latino-americanas, promovendo um diálogo entre a Música e a Literatura.

Sapiranga Foto Adilson Nascimento

A série de eventos reunirá vários convidados especiais, falando, contando e cantando a cultura popular Latino-Americana, representando as tantas vertentes artísticas que compõem a nossa identidade cultural. As edições acontecerão de Maio à Dezembro de 2014 no auditório da Biblioteca Latino-Americana, do Memorial, sempre em uma quinta-feira de cada mês, às 19h30, com entrada franca.

Os convidados desta edição são, o compositor e cantor paulista Lula Barbosa. Conhecido nacionalmente pelas suas composições em parceria com nomes  Cesar Camargo Mariano, Eduardo Gudin, Fabio Junior, Mirian Mirah, entre outros. Com mais de 30 anos de carreira, Lula Barbosa também compõe jingles e trilhas sonoras.

Os cineastas, Rogério Che é formado em cinema pela Universidad National La Plata, é  diretor de fotografia de diversos filmes, curtas  e vídeo clips, premiados em  festivais brasileiros e internacionais. Pedro Gomes, é diretor de cinema, em 2008 fez seu primeiro clip como diretor, e  tempos depois estava viajando o mundo como super premiado Freestyle. Pedro, roterizou, dirigiu e produziu o curta Jornada de Herói, onde Rogério Che faz a direção de fotografia, o curta será exibido no evento.

O Anfitrião da noite é omúsico, poeta e pesquisador de cultura popular Sapiranga. Nascido na Zona da Mata baiana, esse ‘cantadô’ traz em sua bagagem mais de 10 anos de carreira, 3 álbuns autorais lançados e uma rica experiência adquirida com suas pesquisas por todo o Brasil.

O Quê?

Sapiranga ConVida Lula Barbosa, Rogério Che e Pedro.
Um encontro entre musica e literatura

Quando?


24 de maio de 2014 – Quinta-feira, 19h30.

Quanto?

ENTRADA FRANCA

Onde?

Biblioteca Latino-Americana – Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda / São Paulo-SP
Entrada – portões 2 ou 5 / Estacionamento (pago) – portões 4 ou 8
Informações via e-mail eventoscbeal@memorial.sp.gov.br e telefone 55 11 3823 4764.

Colaboração de Marina Machado

EXPOSIÇÃO FRENESI NA AUGUSTA

Nesse sábado, véspera do Dia Mundial do Rock, começa a exposição Frenesi com mais de 20 obras* de Darlene Carvalho. Será na Cada Qual, loja colaborativa localizada na Augusta, com entrada franca. Abertura da exposição com live painting da artista.

Um ano de frenesi.

Frenesi de arte, movimento, erotismo. Tudo na tela, pintado ao vivo em dias ensolarados, ao ar livre, ou noites enluaradas de São Paulo, sempre regado a muita música.

A inspiração vem dos quadrinhos, frases, músicas, fotografias, pessoas, rock’n’roll, a vida que pulsa e não parece estar nunca em repouso.

Frenesi de linguagens e simbolismos em branco, preto e vermelho.

* Todas as obras estarão à venda.

Sobre Darlene Carvalho

Designer multimídia, artista, ilustradora, realiza performances artísticas (live painting) em diversos eventos desde 2013.


Conheça mais sobre o trabalho:


 

O Quê?

Exposição FrenesiObras de Darlene Carvalho

 

Quando?


Abertura: Sábado, 12 de Julho de 2014, às 14h — com live painting.

12 a 26 de Julho de 2014, de segunda a sábado, das 14h às 20h.

→ Confirme sua presença e convide seus amigos para o evento aqui: https://www.facebook.com/events/673201552748522/

 

Quanto?

Entrada Franca.

 

Onde?

Cada Qual

Rua Augusta, 2171 – Jardins – São Paulo – SP (próximo à estação do Metrô Consolação, Av. Paulista)

Publicado por Darlene Carvalho

TORCIDA BRASILEIRA NO MEMORIAL

 

A Praça do Memorial da América Latina é o novo point de paulistanos e turistas que quiserem assistir neste sábado, às 13h, o jogo do Brasil contra o Chile pelas oitavas de final da Copa do Mundo. O telão da Copa estará instalado ao lado da galeria de artes Marta Traba. A entrada é gratuita, com acesso pelos portões 1, 2, 5 e 6 que ficam na saída do Metrô Barra Funda. Estacionamento com preço único de R$ 10 pelo portão 4 (atrás do Salão de Atos).

Vir ao jogo no Memorial tem outras vantagens. Na galeria está em cartaz a exposição Futebol em Registro, que reúne fotos, objetos históricos, depoimentos em áudio, material audiovisual e sete curta-metragens do Festival Cinefoot. “É uma mostra internacional que tem o que há mais relevante como retrospectiva do futebol mundial em todos os tempos”, afirma João Batista de Andrade, presidente do Memorial das América Latina.

Na praça, o visitante tem espaço para bancos de troca de figurinhas da Copa, barracas de comidas e  bebidas típicas, artesanato latino-americano, e pode emendar a tarde no Arraial do Memorial. A Festa Junina, sob o comando da escola de danças Waldorf e do grupo musical Pisa na Fulô, começa quando terminar o jogo do Brasil.

 

O Quê?

  • Exibição do jogo Brasil x Chile (Copa do Mundo) no telão;
  • Festa Junina
  • Exposição: Futebol em Registro

 

Quando?

Sábado, 28/06/2014, às 13h.

 

Quanto?

Grátis

 

Onde?

Memorial da América Latina (ao lado da Galeria de Artes Marta Traba)

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 — Metrô Barra Funda

Acesso pelos portões 1, 2, 5 e 6.

Estacionamento (portão 4, atrás do Salão de Atos): R$ 10 (preço único)

Colaboração de Marília Balbi

Publicado por Darlene Carvalho

EXPOSIÇÃO “PACIFICADORES” NA GALERIA MEZANINO

Jaime Prades reflete sobre o caos urbano em “Pacificadores” na Galeria Mezanino

O artista plástico Jaime Prades apresenta a mostra “Pacificadores”, que tem visitação prorrogada até o dia 05 de julho de 2014, na Galeria Mezanino, na Liberdade, em São Paulo. O evento marca a primeira mostra individual do artista na galeria e revela 25 obras inéditas (esculturas planas para parede, como o artista gosta de dizer) e também trabalhos da série ‘Brutos”.

expo-geral-22

Tendo sempre como mote a renovação do suporte e tornar a arte mais materializável, Prades – um verdadeiro ícone da arte de rua dos anos 80, traz para a galeria 25 esculturas carregadas pela imagem de seus personagens, construídos a partir de desenhos e que resultam em combinação de técnicas industriais (como chapas de metal cortadas a laser, recebem pintura eletrostática e também o grafite).

expo-geral-29

Na parede, funcionam como elementos de uma partitura musical e trazem consigo uma noção de espaço, assim como a herança do grafite, além de transmitirem uma energia harmônica.
Jaime Prades 05.baixa (1)

“Para mim, eles são quase como logotipos. Dialogam perfeitamente com o abstracionismo e neoconcretismo brasileiro”, diz Prades no seu amplo ateliê no Sumaré.

Como complemento da exposição, ele apresenta também algumas obras da série ‘Brutos” – restos de construção e demolição coletados em caçambas da capital paulistana que recebem desenhos feitos a caneta usada amplamente por grafiteiros. Como se fosse um desenho rupestre contemporâneo, o artista denomina as obras, realizadas entre 2011/2013, como ‘grafites portáteis’.

 

Jaime Prades

Nasceu em 1958, em Madri (Espanha), vive no Brasil desde 1970 e trabalha em São Paulo desde 1975. Participou do primeiro coletivo de rua do Brasil, o Tupinãodá, nome extraído de um poema de Antonio Robert de Moraes.

Jaime Prades 20.baixaParticipou de inúmeras coletivas, em espaços como o MIS-SP, SESC, 19º Bienal de São Paulo e no Museu de Arte Brasileira. Realizou individuais no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – MASP, Centro Cultural São Paulo (CCSP), na passagem sob a rua da Consolação e na Galeria A Lanterna e na exposição ‘OSSO’ no Espaço Cultural Instituto Cervantes, em 2013.

Tem obras em acervos como o Museu de Arte Contemporânea de Santa Catarina, Museu da Arte do Paraná, Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, Escritório de Arte Martin Wurzmann, SESC/SP e na Plaza Gallery (Tóquio, Japão). O artista também tem obras em exposição permanente em locais em São Paulo (Escultura “Mãe Universo” na praça Amadeo Amaral, Bela Vista, Intervenção pictográfica “Mantra Dinamus Estelar” no Parque do Ibirapuera, Esculturas “Radiantes” na Escola Panamericana de Arte de Higienópolis).

O Quê?

Mostra “Pacificadores” de Jaime Prades (objetos/esculturas – 25 obras)

Quando?

Prorrogada até 05/07/2014
(terça à sexta: 14h-20h / sábado: 11h-18h)

Quanto?

Grátis - classificação livre

Onde?

Galeria Mezanino

Rua da glória, 279, cj 61, liberdade, são paulo, sp
tel: 11 3436.6306
Colaboração de Erico Marmiroli
Créditos: Jaime Prades / Cortesia Galeria Mezanino

PROJETO CLÁSSICOS EM CENA — SHOW INSTRUMENTAL GRATUITO DO GRUPO AUM

Repertório que passeia entre e o erudito e popular define o show instrumental que integra o calendário do Projeto Clássicos em Cena

No domingo, 22 de junho, às 11h, a Praça Victor Civita recebe o Grupo AUM. O show, gratuito, integra o calendário do projeto Clássicos em Cena, que, pelo quarto ano consecutivo, promove apresentações de música erudita no quarto domingo de cada mês com comentários do maestro Parcival Módolo, visando aproximar o público desta linguagem.

Com 16 anos de carreira, o AUM, que é conhecido em todo o País por seu abrangente repertório que passeia entre e o erudito e o popular, está celebrando, em 2014, Bodas de Turmalina. E, em ritmo de comemoração, lança o CD “Turmalina” com obras de compositores contemporâneos  característica do grupo –, de variadas gerações e estilos, promovendo uma espécie de simbiose de música instrumental brasileira e erudita. Em outras palavras, como define o maestro Julio Medaglia, “trata-se de pesquisadores irrequietos, que estão sempre fundindo seus timbres a repertórios e ideias as mais aparentemente incompatíveis”.

Exemplo disso é o que o público poderá ouvir na Praça. No palco, os músicos brindarão a plateia com preciosas execuções deMantiqueira”, de Nelson Ayres, e de peças consagradas, como Mulher Rendeira” (Zé do Norte), “Lampião de Gás/Tristeza do Jeca” (Zica Bergamini/Angelino de Oliveira) e o arranjo Toca Adoniran!” (Trem das Onze”/”Samba do Arnesto”/”Tiro ao Álvaro”). Além disso, tocarão um aguardado pout pourri de Chiquinha Gonzaga e, como não poderia faltar, algumas composições de Edmundo Villani-Côrtes (o grupo também é reconhecido como intérprete por excelência deste autor).

Formado em 1997 por Arlete Tironi Gordilho e Liliana Bertolini (flauta), com o objetivo de apresentar repertório variado do barroco ao contemporâneo, aos poucos o AUM foi congregando mais músicos e autores. Estes, além de fornecer suas partituras, participavam ativamente dos ensaios, gravações e apresentações. Além das fundadoras, a formação atual inclui Hélcio de Latorre (flauta e flautim), Gilson Barbosa (oboé/corne inglês), Clóvis Camargo (contrabaixo) e Nath Calan (percussão/vibrafone).

SOBRE A PRAÇA VICTOR CIVITA

Projeto pioneiro na América Latina, inaugurada em 2008, a Praça Victor Civita é resultado da iniciativa do Grupo Abril em parceria com a Prefeitura do Município de São Paulo, o Itaú, a Even Construtora e a Petrobrás.

A partir de um espaço com aproximadamente 14 mil metros quadrados e área verde com cerca de 80 árvores, a Praça oferece à população um espaço que propõe uma reflexão acerca da preservação ambiental. Também abriga o Prédio do Incinerador, instalado no antigo incinerador de Pinheiros, e desenvolve atividades de educação socioambiental, com cursos, palestras e visitas escolares, além de localização privilegiada e de fácil acesso através de transporte público ou carro.

A Praça Victor Civita, cuja capacidade máxima é de 1.500 pessoas, dispõe de um palco para espetáculos com arquibancada coberta e 290 lugares, onde ocorrem apresentações musicais, passando pelo rock, samba e música clássica, também espetáculos circenses, aulas de arte, yoga e pilates, além de atividades no centro de convivência para a terceira idade (CIIPE). O projeto foi implementado a partir da iniciativa de reviver uma região degradada pelo acúmulo de detritos ao longo dos anos, uma vez que, entre os anos de 1949 e 1989, o espaço funcionou como centro de processamento de resíduos urbanos.

Dentro das normas técnicas de acessibilidade, a área conta com uma exposição permanente sobre as formas, materiais e tecnologias empregadas no tipo de reabilitação ambiental do terreno. Além disso, a Praça Victor Civita conta com soluções arquitetônicas de reuso de água, economia energética e projeto paisagístico educativo.

A Praça Victor Civita é aberta diariamente, das 6h30 às 19h, e toda a sua programação é gratuita. Para visita de grupos escolares é necessário agendamento.

Divulgação de atividades no site (faça o cadastro no site para receber a newsletter da programação), twitter e facebook

O Quê?

Grupo AUM

Censura: livre

Quando?

Data: 22/6 (domingo)
Hora: 11h

Quanto?

Ingresso: gratuito

Onde?

Praça Victor Civita

Rua Sumidouro, 580 – Pinheiros

Outras informações: (11) 3031-3689 ou

*A apresentação acontece no palco da Praça, com arquibancada coberta para 290 e a capacidade total da praça é de 1.500 pessoas. Não é necessário retirar ingressos com antecedência. Acesso para deficientes.

Colaboração de João Jacques – Baobá Comunicação

RIZCO FARÁ DUAS APRESENTAÇÕES EM SÃO PAULO NESTE FINAL DE SEMANA

O grupo intitulado RIZCO, formado por Thiago Salas, fará duas apresentações em espaços culturais da capital Paulista nos dia 21 e 22 de junho.

1ª Apresentação

No dia 20 de junho às 21h na série [ibr66] do Ibrasotope, será apresentada a performance “Rabizco Poético” junto do escritor Ray Alexandre que fará a récita de textos de sua própria autoria, em conjunto com a sonoridade ruidosa da improvisação de Thiago Salas e Lucas Almeida aos violões e pífanos, o projeto contará ainda com participação do trompetista Romulo Alexis.
http://www.condominiocultural.org.br/
Rua Bica de Pedra, 141 – Vila Anglo / Pompéia
15h – GRÁTIS

2ª Apresentação

No sábado dia 21 de junho a partir das 15h, no Condomínio Cultural, o RIZCO realizará uma sessão de improvisação livre utilizando-se de tecnologia eletrônica manufaturada/artesanal e instrumentos musicais como pífanos, flautas, violões e anexos.
http://ibrasotope.blogspot.com.br/
Rua Januário Maraglia, 43 – Vila Nova Conceição
21h – R$ 10

 

RIZCO | Fotografia por Maína Fantini

Idealizado por Thiago Salas e Lucas Almeida, o Rizco tem desenvolvido atividades artísticas em improvisação musical, explorando aspectos e sonoridades de instrumentos sonoro-musicais por meio de composições instantâneas, técnicas estendidas, e preparação dos instrumentos. Iniciado em meados de 2011, o Rizco vem estabelecendo parcerias com outros músicos, artistas visuais, poetas e performers na construção de ações que hibridizam e integram linguagens tendo a improvisação como ponto comum da relação.

Colaboração de Rizco

RETRÔ MUSIC EM SBC

Uma viagem no tempo!

Dos tempos cheios de estilo e dança dos anos 50 até os nostálgicos do anos 80.

RETRO MUSIC EM SÃO BERNARDO

A Insane Inc. promove o RETRÔ MUSICevento que vai proporcionar aos seus participante uma verdadeira viagem nas décadas de 50, 60, 70 e 80 com penteados, maquiagens, fotografias, artistas plásticos e coreógrafos para que todos possam se sentir como em uma máquina do tempo!
Um evento aberto para toda a família!

retro-music-darlene-carvalho

Vai ter:

  • Música ao vivo ( De Beatles a baile nostalgia);
  • Exposição de arte e live painting com os artistas Carlo Blau e Darlene Carvalho;
  • Loja de artigos de época
  • Muitas outras coisas!

retro-music1

 

Vai ficar de fora?

O Quê?

Retrô Music

Quando?

22 de Junho de 2014, Domingo, a partir das 12h.

→ Clique aqui e confirme sua presença, convide os amigos pra curtir o domingo retrô!

Quanto?

Entrada Franca

Onde?

Centro Cultural do Taboão

Rua Alfredo Bernardo Leite, 1205 – 09670-000 – São Bernardo do Campo

 

Release: Evento Facebook

Publicado por Darlene Carvalho

FESTA DO SOL NA PRAÇA DO MEMORIAL

Povos andinos comemoram Festa do Sol na Praça do Memorial

GRÁTIS

Conhecida como Inti Raymi, a milenar Festa do Sol será realizada pela primeira vez no Brasil neste sábado, dia 21, quando começa um novo ano para os povos andino. A festa, hoje uma atração turística, reúne na Praça do Memorial da América Latina  as comunidades de imigrantes bolivianos, peruanos e chilenos que moram em São Paulo.

A tradição reza que no império Inca, os nobres se consideravam filhos naturais do Sol e deviam corresponder a ele com sacrifícios e oferendas. Os povos originários viviam da agricultura e dos ritos agrícolas em devoção à mãe Terra (Pachamama) e ao pai Sol (Inti).

As festas dos povos latino-americanos no Memorial são marcadas por muita descontração, regada a bebidas e comidas típicas e shows folclóricos e musicais. Estão programadas apresentações dos grupos bolivianos Italaque, San Ponhada  e Kantuta Bolívia.

 O Quê?

Inti Raymi, a Festa do Sol

Quando?

Dia 21, sábado, a partir das 16h.

Quanto?

Grátis

Onde?

Praça do Memorial – portões 1, 2 5 – Metrô Barra Funda

Estacionamento: Portão 4 – preço único – R$ 10

Colaboração de Marília Balbi

ASSOCIAÇÃO LIVRE INVISÍVEL NA PRAÇA ROOSEVELT

associacao-livre-invisivel

Projeto musical criado em 2009, o Associação Livre Invisível desenvolve composições autorais sob influência de diferentes gêneros, como o rock e o soul.

Show com entrada franca.  Discotecagem de Birao Ramin ( Grooveria Sound).

associacao-livre-invisivel2

Conheça mais sobre o trabalho aqui →  http://tnb.art.br/rede/associacaolivreinvisivel

Curta a página no Facebook → http://www.facebook.com/associacaolivreinvisivel

Ouça o EP Carnaval de Vexames (2013) aqui → https://soundcloud.com/associacaolivreinvisivel

O Quê?

Show: Associação Livre Invisível

Quando?

Sexta-feira, 13 de Junho de 2014, às 20h.

Quanto?

Grátis

Onde?

MR CULT
Praça Franklin Roosevelt 100, São Paulo.

Publicado por Darlene Carvalho