CINEMA JAPONÊS NO CCSP | DE 14 A 23 DE AGOSTO

Uma amostra do trabalho de duas referências do cinema japonês clássico: Yasujiro Ozu e Kenji Mizoguchi.

co-realização: Consulado Geral do Japão em São Paulo – apoio: Fundação Japão

Idade recomendada: 14 anos
retirada de ingressos: uma hora antes de cada sessão
CCSP – Sala Lima Barreto – entrada franca
(Filmes falados em japonês com legendas em português)

Para ver a programação completa, clique

dia 14 – terça

16h
A rotina tem seu encanto

(Sanma no aji, Japão, 1962, cor, 112min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Kyôko Kishida, Kuniko Miyake, Shinichirô Mikami
Um viúvo leva uma vida tranqüila com seus filhos. Ao deparar-se com o fato de que a filha não se casou para cuidar dele e dos negócios, resolve apoiar o casamento dela resignando-se a conviver com a sua falta.

18h
O intendente Sansho

(Sanshô dayû, Japão, 1954, P&B, 126min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kinuyo Tanaka, Yoshiaki Hanayagi, Kyôko Kagawa, Eitarô Shindô
No final do século 11, mulher da aristocracia, viaja para uma praia de Echigo acompanhada de seus filhos e de uma serva. Durante a jornada, os viajantes são enganados por mercadores de escravos e as duas crianças são vendidas ao cruel intendente Sansho.

20h15
Filho único

(Hitori Musuko, Japão, 1936, P&B, 87min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Kazuo Kojima, Tomoko Naniwa, Masao Hayama
Primeiro filme falado de Ozu. Mãe solteira, operária de uma fábrica, sofre para conseguir criar o filho. Anos depois, ele muda para Tóquio para cursar medicina. Após se formar, sua mãe resolve visitá-lo e espera testemunhar seu sucesso.

dia 15 – quarta

16h
Os amantes crucificados
(Chikamatsu Monogatari, Japão, 1954, cor, 102min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kazuo Hasegawa, Kyoko Kagawa, Eitaro Shindo, Eitaro Ozawa
História de amor que mostra as relações econômicas e políticas da sociedade feudal em declínio e da burguesia emergente. Inspirado na peça teatral do dramaturgo Monzaemon Chikamatsu, que tem como cenário a cidade de Kyoto no final do século 17.

18h
Era uma vez em Tóquio

(Tokyo Monogatari, Japão, 1953, P&B, 136min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Setsuko Hara, Chieko Higashiyama, Kyôko Kagawa
Um velho casal vai a Tóquio para visitar seus filhos, mas somente a nora viúva se mostra disposta a acolhê-los.

20h30
Oharu – a vida de uma cortesã

(Saikaku Ichidai Onna, Japão, 1952 cor, 148min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kinuyo Tanaka, Toshiro Mifune, Ichiro Sugai, Tsukie Matsuura
História de uma mulher que, na juventude, fazia parte da corte do imperador e que, em virtude de um relacionamento, acaba como pedinte e cortesã. Baseado em romance de Saikaku Ihara.

dia 16 – quinta


16h
A nova saga do clã Taira

(Shin Heike Monogatari, Japão, 1955, cor, 108min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Raizo Ichikawa, Yoshiko Kuga, Naritoshi Hayashi, Ichijiro Oya
Penúltimo filme de Mizoguchi, inspirado em um romance épico de Eiji Yoshikawa, sobre a ascensão crescente da classe dos samurais, defensores da nobreza, num período de decadência da corte, no final do século 12.

18h
A rotina tem seu encanto

(Sanma no aji, Japão, 1962, cor, 112min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Kyôko Kishida, Kuniko Miyake, Shinichirô Mikami
Um viúvo leva uma vida tranqüila com seus filhos. Ao deparar-se com o fato de que a filha não se casou para cuidar dele e dos negócios, resolve apoiar o casamento dela resignando-se a conviver com a sua falta.

20h
Pai e filha

(Banshun, Japão, 1949, cor, 108min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Setsuko Hara, Yumeji Tsukioka, Haruko Sugimura
Jovem vive com seu pai e a família se preocupa com a possibilidade de que ela perca a chance de se casar por causa dele. Preocupado com isso, o viúvo Somiya finge estar se casando novamente para evitar que a filha fique solteira.

dia 17 – sexta


16h
O intendente Sansho

(Sanshô dayû, Japão, 1954, P&B, 126min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kinuyo Tanaka, Yoshiaki Hanayagi, Kyôko Kagawa, Eitarô Shindô
No final do século 11, mulher da aristocracia, viaja para uma praia de Echigo acompanhada de seus filhos e de uma serva. Durante a jornada, os viajantes são enganados por mercadores de escravos e as duas crianças são vendidas ao cruel intendente Sansho.

18h15
Fim de verão

(Kohayagawa-ke no Aki, Japão, 1961, cor e P&B, 103min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Ganjiro Nakamura, Michiyo Aratama, Reiko Dan, Setsuko Hara
Penúltimo filme de Ozu, escrito em parceria com Kogo Noda. Retrato da família Kohayagawa, proprietária de uma pequena fábrica de saquê no Japão do pós-guerra. Boa parte das antigas empresas familiares foram absorvidas por grandes firmas. Ao mesmo tempo em que descreve um fenômeno moderno e urbano, o filme remete a uma estrutura social do passado.

20h
Contos da lua vaga depois da chuva

(Ugetsu Monogatari, Japão, 1953, P&B, 94min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Machito Kyô, Masayuki Mori, Kinuyo Tanaka, Eitarô Ozawa
Em 1583, durante a guerra civil japonesa, um oleiro e seu cunhado viajam com a família à capital da província para vender peças de cerâmica. Lá, um é seduzido por uma dama aristocrática e o outro se torna samurai.

dia 18 – sábado


16h
Oharu – a vida de uma cortesã

(Saikaku Ichidai Onna, Japão, 1952 cor, 148min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kinuyo Tanaka, Toshiro Mifune, Ichiro Sugai, Tsukie Matsuura
História de uma mulher que, na juventude, fazia parte da corte do imperador e que, em virtude de um relacionamento, acaba como pedinte e cortesã. Baseado em romance de Saikaku Ihara.

18h30
Pai e filha

(Banshun, Japão, 1949, cor, 108min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Setsuko Hara, Yumeji Tsukioka, Haruko Sugimura
Jovem vive com seu pai e a família se preocupa com a possibilidade de que ela perca a chance de se casar por causa dele. Preocupado com isso, o viúvo Somiya finge estar se casando novamente para evitar que a filha fique solteira.

20h30
Era uma vez em Tóquio

(Tokyo Monogatari, Japão, 1953, P&B, 136min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Setsuko Hara, Chieko Higashiyama, Kyôko Kagawa
Um velho casal vai a Tóquio para visitar seus filhos, mas somente a nora viúva se mostra disposta a acolhê-los.

dia 19 – domingo


16h
Filho único

(Hitori Musuko, Japão, 1936, P&B, 87min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Kazuo Kojima, Tomoko Naniwa, Masao Hayama
Primeiro filme falado de Ozu. Mãe solteira, operária de uma fábrica, sofre para conseguir criar o filho. Anos depois, ele muda para Tóquio para cursar medicina. Após se formar, sua mãe resolve visitá-lo e espera testemunhar seu sucesso.

18h
A nova saga do clã Taira

(Shin Heike Monogatari, Japão, 1955, cor, 108min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Raizo Ichikawa, Yoshiko Kuga, Naritoshi Hayashi, Ichijiro Oya
Penúltimo filme de Mizoguchi, inspirado em um romance épico de Eiji Yoshikawa, sobre a ascensão crescente da classe dos samurais, defensores da nobreza, num período de decadência da corte, no final do século 12.

20h
Os amantes crucificados

(Chikamatsu Monogatari, Japão, 1954, cor, 102min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kazuo Hasegawa, Kyoko Kagawa, Eitaro Shindo, Eitaro Ozawa
História de amor que mostra as relações econômicas e políticas da sociedade feudal em declínio e da burguesia emergente. Inspirado na peça teatral do dramaturgo Monzaemon Chikamatsu, que tem como cenário a cidade de Kyoto no final do século 17.

dia 21 – terça


16h
Contos da lua vaga depois da chuva

(Ugetsu Monogatari, Japão, 1953, P&B, 94min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Machito Kyô, Masayuki Mori, Kinuyo Tanaka, Eitarô Ozawa
Em 1583, durante a guerra civil japonesa, um oleiro e seu cunhado viajam com a família à capital da província para vender peças de cerâmica. Lá, um é seduzido por uma dama aristocrática e o outro se torna samurai.

18h
Era uma vez em Tóquio

(Tokyo Monogatari, Japão, 1953, P&B, 136min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Setsuko Hara, Chieko Higashiyama, Kyôko Kagawa
Um velho casal vai a Tóquio para visitar seus filhos, mas somente a nora viúva se mostra disposta a acolhê-los.

20h30
Fim de verão

(Kohayagawa-ke no Aki, Japão, 1961, cor e P&B, 103min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Ganjiro Nakamura, Michiyo Aratama, Reiko Dan, Setsuko Hara
Penúltimo filme de Ozu, escrito em parceria com Kogo Noda. Retrato da família Kohayagawa, proprietária de uma pequena fábrica de saquê no Japão do pós-guerra. Boa parte das antigas empresas familiares foram absorvidas por grandes firmas. Ao mesmo tempo em que descreve um fenômeno moderno e urbano, o filme remete a uma estrutura social do passado.

dia 22 – quarta


16h
Pai e filha

(Banshun, Japão, 1949, cor, 108min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Setsuko Hara, Yumeji Tsukioka, Haruko Sugimura
Jovem vive com seu pai e a família se preocupa com a possibilidade de que ela perca a chance de se casar por causa dele. Preocupado com isso, o viúvo Somiya finge estar se casando novamente para evitar que a filha fique solteira.

18h
Oharu – a vida de uma cortesã

(Saikaku Ichidai Onna, Japão, 1952 cor, 148min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kinuyo Tanaka, Toshiro Mifune, Ichiro Sugai, Tsukie Matsuura
História de uma mulher que, na juventude, fazia parte da corte do imperador e que, em virtude de um relacionamento, acaba como pedinte e cortesã. Baseado em romance de Saikaku Ihara.

20h30
O intendente Sansho

(Sanshô dayû, Japão, 1954, P&B, 126min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Kinuyo Tanaka, Yoshiaki Hanayagi, Kyôko Kagawa, Eitarô Shindô
No final do século 11, mulher da aristocracia, viaja para uma praia de Echigo acompanhada de seus filhos e de uma serva. Durante a jornada, os viajantes são enganados por mercadores de escravos e as duas crianças são vendidas ao cruel intendente Sansho.

dia 23 – quinta


16h
Contos da lua vaga depois da chuva

(Ugetsu Monogatari, Japão, 1953, P&B, 94min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Machito Kyô, Masayuki Mori, Kinuyo Tanaka, Eitarô Ozawa
Em 1583, durante a guerra civil japonesa, um oleiro e seu cunhado viajam com a família à capital da província para vender peças de cerâmica. Lá, um é seduzido por uma dama aristocrática e o outro se torna samurai.

18h
A rotina tem seu encanto
(Sanma no aji, Japão, 1962, cor, 112min – suporte 16mm)
direção: Yasujiro Ozu
elenco: Chishu Ryu, Kyôko Kishida, Kuniko Miyake, Shinichirô Mikami
Um viúvo leva uma vida tranqüila com seus filhos. Ao deparar-se com o fato de que a filha não se casou para cuidar dele e dos negócios, resolve apoiar o casamento dela resignando-se a conviver com a sua falta.

20h
A nova saga do clã Taira
(Shin Heike Monogatari, Japão, 1955, cor, 108min – suporte 16mm)
direção: Kenji Mizoguchi
elenco: Raizo Ichikawa, Yoshiko Kuga, Naritoshi Hayashi, Ichijiro Oya
Penúltimo filme de Mizoguchi, inspirado em um romance épico de Eiji Yoshikawa, sobre a ascensão crescente da classe dos samurais, defensores da nobreza, num período de decadência da corte, no final do século 12.

Anúncios

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s