CURTA CINEMATECA | ATÉ 21 DE AGOSTO

O MELHOR DOS FESTIVAIS  apresenta uma seleção de curtas e médias-metragens que obtiveram o prêmio de melhor filme segundo os júris oficial, popular ou júri da crítica nos festivais brasileiros de cinema que ainda estão em atividade. A começar pelo festival mais antigo, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro que neste ano completa 40 anos.

A sessão Curta Cinemateca valoriza o filme curto brasileiro que vem cada vez mais se firmando como expressão cultural, técnica e estética e é considerado fundamental para a formação de quadros e para a experimentação de linguagem. Não perca a chance de assistir!

Agradecimentos: MIS-SP, CTAv e aos realizadores que cederam suas cópias para o projeto.

Sala Cinemateca
Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana / próxima ao Metrô Vila Mariana
Outras informações pelos telefones: 3512-6101 / 5084-2177 (ramal 210)
ENTRADA FRANCA

Para ver a programação. clique

TERÇA, 14/08 e SÁBADO, 18/08 às 18h00

O circo, de Arnaldo Jabor

Documentário, 1965, 35mm, cor, 40’ – exibição em DVD

O ocaso da atividade circense na era da indústria cultural.

Melhor Média – 1ª Semana do Cinema Brasileiro – 1965

Som e forma, de Joaquim Assis

Documentário, 1970, 35mm, pb, 19’

Os cegos do Instituto Benjamin Constant mostram os problemas que os afetam. Tudo nesse mundo é feito para quem vê.

Melhor Curta – 7º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – 1971

                                  

Total 59’

TERÇA, 21/08, às 18h00

Batuque, de Stil

Animação, 1970, 35mm, cor, 5’

Desenho animado sobre a mitologia amazônica onde os personagens são deuses e demônios.

Melhor Curta – Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – 1970

A trama da rede, de José Inácio Parente

Documentário, 1980, 16mm, pb, 9’

As diversas etapas da confecção artesanal da rede de dormir. Em ritmo febril, homens, mulheres e crianças, com seus teares rústicos e movimentos graciosos do corpo, vão tecendo, alinhavando e dobrando, numa atividade parecendo às vezes dança, às vezes luta.

Melhor Curta – 13º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – 1980

Itaúnas – desastre ecológico, de Orlando Bonfim Netto

Documentário, 1979, 35mm, cor, 8’

O desmatamento irracional em Itaúnas (norte do ES) vai tornar a vila vulnerável à areia levada pela intensidade dos ventos. Em 1968, a região torna-se inabitável, produzindo um exemplo vivo de desastre ecológico.

Melhor Curta 35mm – 12º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – 1979

Os calangos do Boiaçu, de Ricardo Dias

Documentário, 1992, 16mm, cor, 21’

O encontro do zoólogo Paulo Vanzolini com os lugares, bichos e pessoas de Santa Maria do Boiaçu, no médio Rio Branco.

Melhor Curta 16mm – 25º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – 1992

Dia de visita, de Reinaldo Pinheiro e Umberto Martins

Documentário, 1988, 35mm, cor, 13’

Uma reflexão sobre pessoas que vivem confinadas em presídios, asilos, abrigos de menores, e outras instituições semelhantes.

Melhor Curta – 22º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro – 1989

                                  

Total 56’

SÁBADO, 25/08 às 18h00 – EXCEPCIONALMENTE NÃO HAVERÁ REPRISE devido à realização do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo

Anúncios

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s