PRORROGADA A TEMPORADA DE ‘O ARLECCHINO’ NO TEATRO COMMUNE | até 27 de abril

“Um Hamlet às avessas, com humor e escatologia”

Foi prorrogada até 27 de abril a temporada do espetáculo ‘O Arlecchino’, em cartaz no Teatro Commune, na Rua da Consolação, 1.218, centro, São Paulo, SP.

O Arlecchino, comédia escrita em 1985 por Dario Fo para o XXIII Festival de Teatro da Bienal de Veneza, está dividida em quadros: O Prólogo, A Fechadura, O Asno, Os Coveiros e Gatus Mutantis, intercalados por gags cômicas e música ao vivo. O texto resgata a forma ágil, cômica e alegórica das fábulas medievais e dos roteiros dos primórdios da commedia dell’arte que deram origem ao circo-teatro e ao cinema mudo. Em cena, as aventuras do personagem Arlecchino de maneira irreverente, patética, escatológica e auto-irônica em situações cotidianas.

Segundo Augusto Marin, tradutor do texto e diretor do espetáculo, “o personagem Arlecchino guarda várias semelhanças com Hamlet de Shakespeare (faça download da obra aqui!). Arlecchino nasce em Paris, na mesma época que Hamlet surge em Londres. Um é o herói trágico, outro, o herói bufão. Pode-se dizer que Arlecchino é um Hamlet às avessas, uma paródia de Hamlet, uma versão popular do herói trágico da Dinamarca”.

Alguns quadros:

A Fechadura

Revela um jogo sexual alegórico de um Arlecchino que quer enfiar a sua “chave abençoada pelo Papa” na fechadura santa de Francescchina.

Os Coveiros

Traz à cena uma divertida paródia da cena do enterro de Ofélia, da peça Hamlet de Shakespeare, com humor e escatologia. Esse quadro é um enterro típico à italiana, com uma viúva desconsolada, um padre sem-vergonha, um irmão moralista, uma amante canalha e caveiras de mortos que saltam da tumba para reclamar e trair os vivos.

O Prólogo

O Prólogo tem em cena uma faxineira responsável pela limpeza do teatro que precisa entreter a platéia e para isso vai contando parte da história do espetáculo.

Teatro Commune: Rua da Consolação, 1218.
Telefone: 3476 0792 / 3807 0792.
Ingressos: R$ 20. Bilheteria: quarta a domingo, das 14h30 às 21h30.
Mudança nos dias de apresentação: Sexta às 21h30, Sábado às 21h e Domingo às 19h (não será mais apresentado às quintas-feiras).
Duração:
100 min. Lugares: 110. Recomendação: maiores de 10 anos.
Ar condicionado. Estacionamento ao lado com manobrista e seguro. Aceita cheque.

Os detalhes técnicos da produção dessa peça teatral estão inclusos no restante do post. Clique para ver!

Dario Fo, o autor

É autor, diretor e protagonista em mais de cem farsas e comédias apresentadas em todo o mundo, criador de inúmeros textos publicitários, músicas e monólogos, além, é claro, de ser pintor, cenógrafo, figurinista, encenador, militante político e vencedor do Premio Nobel de Literatura de 1997. No Brasil, Fo passou a ser conhecido através da montagem de Morte Acidental de um Anarquista, dirigida por Antônio Abujamra com Antônio Fagundes, de Brincando em cima Daquilo, que valeu o Prêmio Molière à Marília Pêra e de Um Orgasmo Adulto escapa do Zoológico, dirigida por Antonio Abujamra com Denise Stocklos. Em 1989, Dario Fo e Franca Rame, sua companheira de vida e cena, apresentaram no Teatro Municipal de São Paulo a ópera O Barbeiro de Sevilha, de Rossini, e no Teatro Mars, Mistério Bufo e Partes Femininas.

Augusto marin, diretor

AUGUSTO MARIN é ator e diretor teatral formado pela UNICAMP e mestre em Artes Cênicas pela ECA-USP com a dissertação Arlecchino na Dramaturgia Performativa de Dario Fo. Coordenou o Festival Internacional de Teatro de Campinas e o 1º Encontro Nacional de Teatro de Rua. Participou das atividades da Companhia de Teatro Fo e Rame e da montagem da Exposição Bonecos com Raiva e Sentimento, na Universidade La Sapieza de Roma. Atuou nas peças Os Lusíadas e A Bilha Quebrada sob direção de Marcio Aurélio. Dirigiu as peças Deus de Woody Allen, Se essa rua fosse nossa, com texto criado pelos alunos da Oficina do Sesc Pompéia e O Inspetor Geral, de Nicolai Gogol, como professor da Faculdade Paulista de Artes. Coordena a OSCIP Commune, que desenvolve projetos de formação com atores profissionais e jovens com o patrocínio da PETROBRAS e parceria com o MinC, a UNESCO e a Prefeitura de São Paulo e o Projeto Geografia da Palavra do CAT em parceria com a FUNARTE. Dirige e atua no espetáculo O Arlecchino de Dario em cartaz no Teatro Commune.

Projeto Arlecchino

O espetáculo O Arlecchino faz parte do Projeto Arlecchino, patrocinado pela PETROBRAS por meio da Lei Rouanet, que envolve atores profissionais e atores aprendizes selecionados durante o ano de 2007. O Projeto Arlecchino, consiste na montagem da comédia O Arlecchino de Dario Fo e na formação de jovens de diversas comunidades da periferia de São Paulo, usando-se o teatro e a cultura digital como ferramentas para ampliação da comunicação, expressividade, trabalho em equipe e inserção no mercado de trabalho.

O Coletivo Teatral Commune é um grupo teatral e uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), que desenvolve projetos sociais e culturais em parceria com grupos, comunidades, empresas e o poder público, sob a coordenação de Augusto Marin e Michelle Gabriel.

Ficha Técnica

Autor: Dario Fo
Tradução: Neyde Veneziano e Augusto Marin
Direção: Augusto Marin
Elenco: Michelle Gabriel, Salete Fracarolli, Letícia Olivares, Augusto Marin, Paulo Dantas e jovens do Projeto Arlecchino Jovens do Projeto Arlecchino: Deco Moraes, Dede Ferreira, Dhario Souza, Diego Ramos, Fernanda Maia, Guilherme Leal, Julia Pires, Karen Rego, Marcela Puppio, Mizael Alves, Paula Campos, Shirlei Vanessa, Suellen Ribeiro, Tamis Lima, Will Saint´Clair Cenografia e
Figurinos: Cyro Del Nero
Máscaras e Exposição: Heloisa Cardoso
Direção Musical: Wanderley Martins
Produção: Mathias de Oliveira e Rodrigo Oliveira
Som e Luz: André Leme

Anúncios

4 Comments

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s