QUAL A SUA MOTIVAÇÃO?

Confesso que minha fé nas pessoas está diminuindo. Logo eu, que sempre acreditei que o ser humano é uma forma de vida capaz de se reinventar, de buscar soluções práticas e eficientes na tentativa de melhorar, individual e coletivamente.

O que eu observo (e olha que eu observo) é uma constante busca por atenção, mesmo que isso seja momentâneo. Vejo pessoas que se digladiam por motivos infundados, por situações, no mínimo, resolvíveis com bom senso, educação e gentileza. Claro, você, na condição de um ser único, pessoal e intransferível, construiu a sua personalidade e a sua razão de ser. E isso é o que te torna especial no seu meio social. Claro que, se observarmos exatamente o ciclo social de cada um, enxergaremos que eles são compostos de ideias, pensamentos e razões mútuas, afinal, nos afinamos com quem tem pelo menos uma ou duas formas de ver nossa existência em comum, e isso e o que nos aproxima do outro.

De uns tempos para cá, me assusta ver que na defesa de suas ideias ou do que muitos pensam ser uma ideia, a prática da intolerância, a grosseria, a falta de respeito é, muitas vezes, a tônica dos muitos assuntos que todos nós trazemos ao nosso dia a dia. Mas me diga de verdade: o quão diferente seria se ao invés de cada ser pensante se armar de argumentos requentados ou extraídos de publicações tendenciosas, pudesse, ele mesmo, refazer sua opinião sobre tal assunto? E melhor: se buscasse, absorver opiniões equivalentes ou mesmo contrárias, mas que fossem todas iluminadas na ótica pessoal? Não poderia acontecer de uma opinião se revelar muito mais radical, baseada na sua realidade, ou mesmo, se abrandar, já que a aplicação de uma opinião diferente viesse a transfigurar e, quem sabe, acrescentar alguma cognição na sua forma de pensar?

Me dá medo ver que as pessoas defendem bandeiras intimamente ligadas ao que elas não entendem ou que preferem não ver. Entendo claramente as defesas das áreas dos que, por si só, não conseguem se defender, mas não compreendo como alguém que se disserta publicamente uma posição, não seja capaz de enxergar que uma outra é tão importante ou tão relevante quando a sua própria.

Enquanto nós, a escumalha que serve de base (ou piso, se preferir) a quem pretende perpetuar o coronelado eleito (nem sempre) nos digladiamos, embiocados no anonimato ou na segurança de nossos lares. Os mesmos animais continuam sofrendo de maus-tratos absurdos, os mesmos inocentes, continuam a ser privados de seu direito primordial à liberdade, as mesmas mulheres continuam sendo repelidas da condição de cidadã e ser humano e, também, os mesmos meninos passam fome, aliás, fome essa que assola gerações dos mesmos povos há decênios, se não milênios, num parecer muito favorável ao esculacho e que de forma já é quase uma capitania hereditária concedida ao povo, por quem devia advogar em defesa dos seus iguais.

Delegar pensamentos em público talvez seja o tão esperado mal do século, uma vez que, quem tem bons acessos às informações, aos bons meios de divulgação e aos sinceros e devotados meios de usar as deliberações e diligências em favor único de meia dúzia de bandoleiros que ainda por este século, tentarão carregar em seus bolsos a nota fiscal referente a sua própria vida.

Despertar e quem sabe perceber que o mal se abate sobre a pele de quem o chicote gorjeia antes de açoitar, é necessário, porque a futuridade da importância das suas opiniões talvez seja percebida apenas por quem argumentou o mesmo que você, fazendo uso de palavras diferentes.


Texto de JP Carvalho 

VIRADA DA POESIA NA CASA DAS ROSAS

A Virada Cultural 2016 em São Paulo está especialíssima! A dica é correr pra Casa das Rosas. Tem uma programação linda e poética para crianças e adultos. Confira:

Virada da Poesia

Sábado, 21/05/2016

18h – Cinema

Filme: Cinema Paradiso
Não é necessário retirar ingressos.
A sessão vai acontecer no jardim da Casa das Rosas.
Classificação etária: 12 anos.

20h30 — Música, Poesia, Show

Tranqueiras Líricas
Com Marcelo Montenegro e Marcelo Watanabe.
Nessa apresentação a poesia se funde com o som da guitarra ao ritmo de blues, jazz e rock’n’roll.

Paralelas
Com Alice Ruiz e Alzira Espíndola
Show com música e poesia.
Paralelas é o sexto trabalho de Alzira e o primeiro disco de autoria de Alice Ruiz, que celebra a parceria de mais de 20 anos da poeta e da compositora.

Domingo, 22/05/2016

Meia-Noite — Sarau, Música e Poesia.

Saraokê
Apresentação: Fino DFlow e Coletivo Saraund System
A fusão de música, poesia e improviso é o carro chefe desse sarau, aberto à participação do público. Quem tiver interesse em participar poderá escolher na hora um fundo musical criado por dj para dar ambientação à performance. As incrições começam 1 hora antes na recepção da Casa das Rosas.

2h — Show, Música.

Forró com Trio Zabumbão
Com: Fabinho Zabumbão, Zé Bodinho e Érica Fininho.

12h às 17h — Aumente sua biblioteca

Pegue Livros!
Escolha e leve para casa até 5 livros gratuitamente. Centenas de livros estarão disponíveis, selecionados pelo Centro de Apoio ao Escritor.

11h — Teatro, Circo, Humor

Retalhos Populares
Com: Palhaça Carmela
Espetáculo circense com a palhaça Carmela para toda a família se divertir.

13h — Teatro, Música, Humor

A Caravana da Palhaça Rubra
Com: Palhaça Rubra e Convidado
Espetáculo com música, humor e improviso.

15h — Teatro

Vidma, A Menina Trança Rimas
Com: Núcleo Caboclinhas
Sinopse: Vidma acredita que sua mãe é uma bruxa e sua sopa a faz viajar para diversos lugares.

17h — Show, Música

MC Soffia
com: MC Soffia e DJ Luccas
Show de rap com a MC Soffia de apenas 11 anos. As músicas dela abordam assuntos sociais.

virada-da-poesia-casa-das-rosas

Ah! Vamos, né? \o/ Não dá pra ficar de fora disso. ♥


O QUÊ?

Virada da Poesia [Virada Cultural 2016]

QUANDO?

Sábado, 21/05/2016, a partir das 18h até domingo, 22/05/2016, às 17h.

QUANTO?

Grátis

ONDE?

Casa das Rosas

Av. Paulista, 37 • Bela Vista • CEP 01311-902 • São Paulo • Brasil

Telefone: +55 (11) 3285.6986 | 3288.9447

Email: contato@casadasrosas.org.br


Publicação de Darlene Carvalho

BMA FECHADA NA PÁSCOA

10547563_1099744486742713_3811523855039372574_n

Para mais informações, clique na imagem acima. ;)

 

VISTA O CORPO COM PALAVRAS NO SESC CONSOLAÇÃO!

Workshop “Vestir o corpo com palavras: a relação entre a literatura e a moda

Os ministrantes serão o pesquisador Brunno Almeida Maia e o chapeleiro Eduardo Laurino, que discutirão o processo de criação de um estilista num ateliê de moda e o ensino da técnica da chapelaria. O curso acontecerá no Sesc Consolação, nos dias 22 e 29 de setembro (terças-feiras), das 18h30 às 21h30, as inscrições estarão abertas a partir do dia 15/9, na Central de Atendimento da unidade SESC Consolação e serão apenas 20 vagas. 

Brunno Almeida Maia - foto DELLAVESTRUZ

Desde 2012, o pesquisador em Filosofia pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo) e escritor, Brunno Almeida Maia, ao lado do seu parceiro de projeto, o chapeleiro Eduardo Laurino, realizam oficinas, cursos e workshops resultados das pesquisas e estudos sobre a relação da Literatura com a Moda. A partir de uma continuidade – inédita – dos resultados das investigações de Almeida Maia e de Laurino acerca do tema, o workshop “Vestir o Corpo com Palavras: a relação entre a Literatura e a Moda” chega à unidade Sesc Consolação, nos dias 22 e 29 de setembro (terças-feiras), das 18h30 às 21h30.

A atividade propõe como diferencial a discussão sobre o processo de criação de um estilista num atelier de moda, e o ensino para os estudantes de uma técnica da chapelaria, conhecida como feltragem molhada, feita a partir do uso da lã Merino.

Dividido em duas partes, a disciplina teórica Filosofia de Moda e História do Pensamento, com Brunno Almeida Maia, acontece no dia 22 de setembro, e a disciplina prática Laboratório de Criação, no dia 29 de setembro. O workshop possui apenas 20 (vinte vagas) e as inscrições começam no próximo dia 15 de setembro, na Central de Atendimento da unidade Sesc Consolação. 

Para resgatar a relação entre o pontilhado da agulha no tecido e da tinta de caneta no papel, e a Moda e a Literatura como “construções e desconstruções” de identidades, Brunno Almeida Maia passa por um “guarda roupas” de escritores, filósofos e pensadores, que se debruçaram sobre a questão, como Virginia Woolf, Honoré de Balzac, Charles Baudelaire, José de Alencar, entre outros.

O TRABALHO DO ARTESÃO NA MODA COMO CRIAÇÃO AUTORAL

“Ao longo das pesquisas sobre o tema, percebi o vínculo entre o tecer e o narrar na história das mulheres. Desde os mitos gregos, passando pelo início da Filosofia com Platão, até as escritoras contemporâneas, como Clarice Lispector, contar uma história, seja ela no corpo (roupa) ou na escritura, está ligado historicamente a uma questão de gênero”, discorre Almeida Maia.

Após os debates teóricos, na segunda parte do workshop os estudantes terão contato com as criações do chapeleiro Eduardo Laurino, que discutirá o conceito de caderno de artista (petitcahier) no Laboratório de Criação. “Penso que tudo começa quando abordamos o conceito de caderno de artista. Ali, naquele petitcahier, a Moda e a Literatura se confundem, seja pelo desenho de um objeto artístico ou pelos desenhos das palavras de um poema”, reflete Laurino. Para compor o chapéu de feltro, estudantes farão um caderno de artista a partir de suas memórias pessoais, lembranças, desejos e vivências. O objetivo é passar, também, por histórias de vidas, memórias das costureiras brasileiras e deslocar a ideia de que Literatura é ofício de escritor e Moda de estilista.

Brunno Almeida Maia e Eduardo Laurino II - Foto DELLAVESTRUZ


O QUÊ?

Vestir o Corpo com Palavras: a relação entre a Literatura e a Moda

Ministrantes:

Brunno Almeida Maia (UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo)

Eduardo Laurino (FASM- Faculdade Santa Marcelina)

QUANDO?

Terças-Feiras, 22 e 29 de setembro, das 18h30 às 21h30.

QUANTO?

R$ 30 (inteira) / R$ 15 (meia) / R$ 9 (comerciário)

Inscrição: a partir de 15/9, na Central de Atendimento da unidade SESC Consolação

Seleção: 20 vagas.

Classificação: a partir de 16 anos

ONDE?

Sesc Consolação

Rua Dr. Vila Nova, 245 – Consolação – São Paulo/SP

Telefone: (11) 3234-3000


Colaboração de Caroline Arnold | Publicado por Darlene Carvalho

SEMANA DO LIVRO

Fundação Ema Klabin promove Semana do Livro

ema-klabin

Fundação Ema Klabin esteve fechada para manutenção do imóvel e higienização do acervo. Mas hoje, sexta-feira, é o dia de reabertura com visitas livres, gratuitas e uma rica programação cultural.

Sobre a Fundação Ema Klabin

A Fundação Ema Klabin reúne mais de 1.500 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, dos modernistas brasileiros Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Portinari e Lasar Segal; talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário de época, peças arqueológicas e decorativas.
Além das obras de arte, a biblioteca que possui um acervo de 3 mil volumes merece destaque. Nela há livros raros desde os manuscritos iluminados até os primeiros exemplares do livro impresso, bem como relatos de viajantes europeus pelo Brasil, datados do século XVI ao XIX. Inicialmente, a coleção de livros teve a orientação do bibliófilo José Mindlin.


O QUÊ? QUANDO?

17/07/2015
Reabertura da Fundação Ema Klabin com visita livre.
Horário: 14h, 15h,16h e 17h. Sem agendamento.

De 21 a 24 de julho de 2015 : Semana do Livro

21/07/2015
Visita Temática ‘Casa Tomada’ e a casa deixada por Ema Klabin – das 14h15 às 16h- sem agendamento.

22/07/2015
Exposição de livros e visita monitorada – às 14h, 15h,16h e 17h – sem agendamento.

23/07/2015
Exposição de livros raros, visita monitorada e oficina de intervenção e desdobramentos de narrativas: das 14h às 17h (máximo de 15 pessoas, é necessário inscrição).

24/07/2015
Sexta livre com Exposição de livros e visita monitorada. Sem agendamento.

Informações e inscrições: (11) 3897-3232.
Email: educativoklabin@gmail.com

Indicação: a partir de 7 anos.

ONDE?

Fundação Ema Klabin

Rua Portugal, 43, Jardim Europa, São Paulo, SP.

 

Colaboração de Cristina Aguilera / Publicado por Darlene Carvalho

CIRCUITO SÃO PAULO DE CULTURA

circuito-sao-paulo

Domingo começa o Circuito São Paulo de Cultura com o show da ZAZ, Céu e Tulipa Ruiz no Auditório Ibirapuera às 18h. Entrada franca.

zaz-allianz

ZAZ

+

tulipa-ruiz

Tulipa Ruiz

+

Céu em show Nov/2012. Foto: Felipe Diniz / Uol Entretenimento

Céu

Confira aqui a programação riquíssimahttp://circuitospdecultura.prefeitura.sp.gov.br/agenda/

Marcelo-Jeneci-foto-Daryan-Dornelles

Marcelo Jeneci, 04/04/2015, 20h, Teatro Império, Grátis (retirar ingresso 1h antes).

Publicado por Darlene Carvalho

SOS LITERATURA NA CASA DAS ROSAS

casa-das-rosas

Publicado por Darlene Carvalho