TEATRO DA VERTIGEM NO SESC POMPÉIA

Teatro da Vertigem estréia espetáculo O Filho, inspirado em Kafka, no Sesc Pompéia

No mês de julho, Teatro da Vertigem traz espetáculo, ciclo de bate-papos sobre a obra de Kafka e exibe, na íntegra, registros dos espetáculos anteriores do grupo

teatro-da-vertigem-4

Cena do espetáculo “O Filho”. Na cena, os atores Sergio Pardal e Mawusi Tulani. Foto de Lígia Jardim.

Kafka e seu universo geram no Teatro da Vertigem um interesse que não se esgota em uma obra ou um estudo, como no espetáculo Kastelo, de 2010, que já investigava os caminhos percorridos pelo escritor. Agora, em 2015, o olhar do grupo volta-se novamente para o autor tcheco na estréia do espetáculo O Filho, que tem direção de Eliana Monteiro, dramaturgia de Alexandre Dal Farra, com elenco composto por Antônio Petrin, Mawusi Tulani, Paula Klein, Rafael Lozano e Sergio Pardal. A peça faz parte da Ocupação Karta ao Pai no galpão do Sesc Pompéia a partir de 2 de julho, com temporada até 9 de agosto.

A peça O Filho adentra o universo da família e exprime a debilidade de seus vínculos. É nesse contexto que a vida de Bruno, protagonista da história, é atravessada pelas relações com seu pai, sua mãe, mulheres e filhos

A Ocupação Karta ao Pai engloba ações pedagógicas: haverá uma palestra sobre os processos de criação do grupo com o diretor Antônio Araújo e um ciclo de encontros abertos – Kafka e o Teatro, que prevê a participação de convidados ligados à reflexão filosófica e artística, e três encontros com diretores e coreógrafos que já montaram espetáculos a partir de Kafka. Os registros das obras anteriores da companhia também serão apresentados em sessões de vídeos. A Trilogia Bíblica (O Paraiso Perdido, O Livro de Jó e Apocalipse 1,11), além de BR-3, poderão ser vistos na íntegra pelo público.

Espetáculo O FILHO 

Esse novo trabalho do Teatro da Vertigem é a segunda montagem, com direção de Eliana Monteiro, criada a partir da obra de Franz Kafka. Inspirado na sua Carta ao Pai, com texto de Alexandre Dal Farra, o espetáculo expõe a trajetória e as relações de Bruno com seus pais, seus filhos e suas mulheres. Ao constatar e descrever as situações vividas para si, ele tenta aprender, entre outras coisas, o que é ser um homem de verdade.

Kafka e o Teatro — Apresentação do Ciclo de Encontros Abertos 

Com curadoria de Antônio Araújo e Antônio Duran, esse ciclo de conversas tem como objetivo abordar as adaptações da obra de Kafka para o Teatro. Uma das indagações que nortearão as palestras será “Por que Kafka tem inspirado a realização de um número significativo de obras cênicas?” Ou, em outras palavras, “Por que Kafka ainda rende tanto teatro?”. O ciclo prevê dois encontros com convidados ligados à reflexão filosófica e artística, e três encontros com diretores e coreógrafos que já montaram espetáculos a partir de Kafka, tanto de suas obras quanto de sua biografia.

Dia 07/07- Abertura: *Alberto Pucheu

Alberto Pucheu é poeta, critico, ensaísta, professor de Teoria Literária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999).

Diretores convidados:

Dia 14/07* – Elzemann Neves –

Dia 21/07 * Roberto Alvim

Dramaturgo, diretor e professor de Artes Cênicas. Desde 2006, dirige a companhia CLUB NOIR, dedicada a encenar obras de dramaturgos contemporâneos. Foi contemplado com diversos prêmios, como Shell, Governador do Estado, Prêmio Bravo, entre outros. Adaptou e dirigiu peças inspiradas na obre de Kafka, como “A Construção” (2012) e “Comunicação a uma Academia” (2009).

Dia 28/07* Sandro Borelli

Diretor artístico da Cia. Borelli – Carne Agonizante. Suas criações já foram apresentadas em alguns dos principais Festivais de Dança e de Teatro no Brasil e exterior. Foi o idealizador da Revista Murro em Ponta de Faca em 2010. É o atual presidente da Cooperativa Paulista de Dança.  Desenvolveu diversos em torno da obra de Kafka, como “Kafka in off” (2007), “Carta ao pai” (2006) e “A metamorfose” (2002).

Dia 04/08 – Encerramento: *Jorge de Almeida

Professor do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada da USP. Tradutor de obras de Theodor Adorno – em especial Notas de Literatura e Prismas –, é doutor em Filosofia pela USP com a tese Crítica Dialética em Theodor Adorno: música e verdade nos anos 30. Integra a comissão editorial da edição das obras completas de Adorno no Brasil, junto com Vladimir Safatle, Rodrigo Duarte e Ricardo Barbosa.

*Todos os vídeos são exibidos gratuitamente – Os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência.

Exibição de Filmes – Teatro da Vertigem

Trilogia Bíblica

Dia 08/07, às 19h30 | O Paraíso Perdido – (50 minutos) – 1992 – primeiro espetáculo da companhia, estreou um ano após o início das pesquisas na Igreja Santa Ifigênia, em São Paulo e permaneceu em cartaz por oito meses consecutivos.

Dia 15/07, às 19h30 | O Livro de Jó – (75 minutos) – 1995 – estreou no Hospital Humberto I em São Paulo, permanecendo em cartaz por um ano e meio e seguiu carreira apresentando-se em Curitiba, Bogotá, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Dinamarca, no Festival de Artes de Ärhus. O Livro de Jó foi o primeiro espetáculo brasileiro a representar o Brasil no III Festival Internacional de Teatro Anton Tchekhov em Moscou em comemoração ao centenário de sua existência.

Dia 22/07, às 19h30 | Apocalipse 1,11 – (120 minutos) – 2000 – estreou no antigo Presídio do Hipódromo, em São Paulo, viajando em seguida para Lisboa – Portugal através da Fundação Calouste Gulbekian, para Curitiba e para o Rio de Janeiro onde cumpriu temporada no Prédio do antigo DOPS. O espetáculo também foi apresentado em Londrina, em Colônia na Alemanha e em Wroclaw, na Polônia. Com a concretização do seu terceiro espetáculo criou-se, então, uma trilogia denominada “Bíblica” e o grupo passou a apresentar os três espetáculos juntos, como no Festival de Teatro de São José do Rio Preto de 2002 e em São Paulo, em comemoração aos 10 anos de sua criação, com o apoio da Brasil Telecom e a premiação da Lei de Fomento à Cultura.

Dia 29/07, às 19h30 | BR-3 (a peça) – (126 minutos) – 2005 – Em BR-3, o Teatro da Vertigem investiga 3 “brasis”: Brasilândia (bairro da periferia de SP), Brasília (capital do país) e Brasiléia (cidade do Acre). Como pano-de-fundo, os problemas sócio- econômicos do Brasil, como desigualdade social, tráfico de drogas, além de questões como o misticismo. A peça foi montada no Rio Tietê, em São Paulo e na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro).

*Todos os vídeos são exibidos gratuitamente – Os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência.

teatro-da-vertigem-1

teatro-da-vertigem-2

teatro-da-vertigem-3

Ficha Técnica

Direção: Eliana Monteiro | Texto: Alexandre Del Farra | Dramaturgismo: Antônio Duran | Atores: Antônio Petrin, Mawusi Tulani, Paula Klein, Rafael Lozano e Sergio Pardal | Desenho de Luz: Guilherme Bonfanti | Cenografia: Marisa Bentivegna | Figurino: Marina Reis | Trilha Sonora: Erico Theobaldo | Assessoria de Imprensa: Canal Aberto – Márcia Marques.


O QUÊ?

Espetáculo “O Filho”, parte da Ocupação Karta ao Pai.

Duração: 90 min. Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.

QUANDO?

De 2 de julho a 9 de agosto de 2015.

De quinta a sábado, às 19h30.

Domingos e feriados, às 18h30.

QUANTO?

R$ 12,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes)

R$ 20,00 (credenciado/usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino)

R$40,00 (inteira).

Venda online a partir de 23 de junho, terça-feira, às 17h30. Venda presencial nas unidades do Sesc SP.

ONDE?

Sesc Pompéia – Galpão 

Rua Clélia, 93 – Barra Funda, São Paulo, SP.
Sem estacionamento.. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia

Telefone:(11) 3871-7700


Colaboração de Márcia Marques e Daniele Valério, do Canal Aberto.

Publicado por Darlene Carvalho

33º PROJETO VIRA-LATAS COM RAÇA

projeto-vira-latas-com-raca-04-07-2015

Nesse sábado acontece o 33º evento de adoção de cães e gatos do Projeto Vira-Latas com Raça, pertinho da Avenida Paulista. É para você que ama os animais; além de ter a chance de adotar um animal, a equipe que coordena o projeto poderá te mostrar diversas formas de ajudar os bichinhos. Nesse evento, cães e gatos resgatados das ruas ou de maus tratos estão castrados, vacinados e vermifugados, prontos para novos lares.

Como você pode contribuir?

Doação

De ração, medicamentos, cobertas, coleiras, etc, que seu peludo já não usa mais. É possível comprar ração no próprio Pet também.

Compra
De um produto do projeto, a renda obtida nas vendas é usado para manutenção do projeto.

Compartilhamento

Do flyer do evento. Quanto mais compartilhamentos, mais gente fica sabendo do evento e isso aumenta as chances dos animais.

O Quê?

33º Projeto Vira-Latas com Raça – Adoção de Cães e Gatos

Quando?

Sábado, 04/07/2015, das 10h às 16h.

→ Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/1603641326570046/

Onde?

Vet Pet

Alameda Jaú, 1773, São Paulo, SP.

Publicado por Darlene Carvalho

HERMETO PASCOAL NA VIRADA CULTURAL 2015

HERMETO PASCOAL VIRADA CULTURAL 2015

Hermeto no Theatro Municipal de São Paulo é imperdível! ♥

O QUÊ?

Show de Hermeto Pascoal, Arismar do Espírito Santo e Nenê.

— Classificação: Livre.

QUANDO?

Domingo, 21 de Junho de 2015, à meia-noite (00h).

QUANTO?

Grátis.

ONDE?

Theatro Municipal de São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, s/nº, Centro São Paulo

Clique aqui para ver toda a programação do Teatro Municipal na Virada Cultural 2015!

Publicado por Darlene Carvalho

EXPOSIÇÃO: É MAIS QUE UMA COR EM EVIDÊNCIA

O Telstar Hostels realiza a exposição

É mais que uma Cor em Evidência

Em cartaz de 29 de maio a 30 de junho de 2015

expo-tchago

Composto por vinte obras únicas e uma feita coletivamente pelos dois artistas, o projeto é uma parceria entre Felipe ‘Urso’ e Tchago Martins, que através de técnicas distintas (desenho experimental e colagem manual), constroem uma narrativa contemporânea com a utilização de uma cor para evidenciar elementos em seus trabalhos.

‘Urso’ traz trabalhos desenvolvidos exclusivamente para essa exposição, na qual o desenho em nanquim é a técnica que expressa ideias de desconstrução da característica cíclica inerente as coisas.

Tchago utiliza a colagem manual como ferramenta para a composição de seus trabalhos e, por meio da sobreposição de elementos, o artista incita a reflexão sobre temas como crítica social e relações interpessoais.

A festa de abertura começa a partir das 19h e conta com seleção sonora exclusiva de grooves por Birão Ramin e Dedoth.


O Quê?

Artistas:

Felipe ‘Urso’ : www.fb.com/felipeursoartwork
Tchago Martins: www.thgmartins.com.br/colagens

Seleção Sonora: Birão Ramin e Fagner Dedoth | Produção: Lígia Rocha – culturalrocha@gmail.com | Realização: Telstar Hostels | Apoio: Chaplin Molduras

Quando?

29 de Maio a 30 de Junho de 2015, das 19h às 22h.

Tem Facebook? Confirme sua presença no evento aqui!

Quanto?

Entrada Franca.

Onde?

Telstar Hostels
Rua Capitão Cavalcanti, 177 – Vila Mariana, 04017-000 São Paulo

Publicado por Darlene Carvalho

LUGARIZAÇÃO

LUGARIZAÇÃO — RESIDÊNCIA COREOGRÁFICA 2015

Inscrições abertas até 12 de Junho de 2015.

LUGARIZAÇÃO

O programa de residência artística no Espaço Cênico O LUGAR, sede da Cia. Corpos Nômades, tem por finalidade proporcionar um espaço onde os artistas possam desenvolver seus trabalhos de pesquisa e experimentação em dança contemporânea. O LUGARIZAÇÃO é destinado apenas a trabalhos individuais em processo, inéditos ou em re-elaboração.

O programa fornecerá a estrutura física do Espaço Cênico O LUGAR com sala de ensaio, ajuda de custo, espaço para reunião e para guardar material. Ao final de 3 meses de trabalho, os resultados serão apresentados na VII Mostra Lugar Nômade de Dança dentro da “Sessão Meia-Noite Olho Neles”.

A nova edição do LUGARIZAÇÃO permitirá a residência de 3 artistas, no período de 6 de Julho a 25 de Setembro de 2015.

INSCRIÇÃO

As inscrições deverão ser feitas até o dia 12/06/2015, com proposta de pesquisa/criação com 2 laudas (no máximo), currículo, vídeos de trabalhos anteriores gravados em CD ou DVD ou links dos vídeos em sites de compartilhamento como o Youtube ou Vimeo. Entregar o material pessoalmente ou enviar pelos Correios:

Endereço: ESPAÇO CÊNICO O LUGAR — Rua Augusta, 325, São Paulo, SP, CEP 01305-000.

Email: ciacorposnomades@gmail.com

Mais informações por telefone: (11) 32373224 e site: www.ciacorposnomades.art.br

Patrocínio: Petrobrás

lugarizacao

Publicado por Darlene Carvalho

 

OFICINA: LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO CORPO UM LUG@R NÔMADE

Inscrições abertas para atividades do Projeto CORPO UM LUG@R NÔMADE

Clique na imagem abaixo e para acessar o site da Cia. Corpos Nômades. 

corpo-um-lugar-oficina

Se você é profissional de dança e teatro (com forte vivência corporal) não perca a chance de integrar a equipe de artistas que apresentarão o projeto “Corpo Um Lug@r Nômade” na VIII Mostra Lugar Nômade de Dança nesse ano, 2015, depois da temporada no Espaço Cênico O Lugar.

Duração:

5 meses, divididos em duas fases: 2 meses de preparação corporal e 3 meses de criação coreodramatúrgica.

Número de vagas:

25.

Período:

18h às 20h — Julho e Agosto
18h às 20h — Setembro e Outubro
Todas as segundas, quartas e sextas.

Público-Alvo:

Intérpretes profissionais da dança e do teatro (com uma forte vivência corporal).

Inscrições até 26/06/2015.

Enviar currículo resumido e carta de interesse para o email: ciacorposnomades@gmail.com com assunto “Laboratório de Criação Corpo Um Lug@r Nômade”.

Mais informações no site: www.ciacorposnomades.art.br

Publicado por Darlene Carvalho

I SUITE PARA VIOLONCELO SOLO DE J. S. BACH

J.Gar.Cia Dança Contemporânea apresenta I Suite para Violoncelo Solo de J.S.Bach

A J.Gar.Cia Dança Contemporânea, uma das mais ativas e conhecidas companhias de dança de São Paulo, comemorará seus 10 anos de existencia com uma série de espetáculos em sua sede, a Capital 35.

Em 2015 a J.Gar.Cia Dança Contemporânea comemora 10 anos de atividades. A J.Gar.Cia Dança Contemporânea foi criada em 2005 pelo diretor e coreógrafo Jorge Garcia, e surgiu da proposta do coreógrafo de criar sua própria linguagem de dança. Residente em São Paulo, a Cia. desenvolve uma pesquisa em dança que busca novas possibilidades de vigor e sensibilidade dos artistas, valorizando o intérprete como criador em potencial. Desde sua formação, tem desenvolvido uma linguagem própria em sua abordagem coreográfica, estética e temática, levantando questões sobre o corpo e o ambiente em que é inserido, suas possibilidades e como transformá­lo.

Entre abril e maio a cia. apresentará a obra “I ​Suite para Violoncelo Solo de J.S.Bach”, que contará com a participação especial do violoncelista Dimos Goudaroulis.

SOBRE O ESPETÁCULO

A partir do projeto “Logos ­ Diálogos”, idealizado por Dimos Goudaroulis, primeiro violoncelista a gravar as 6 Suites de J.S. Bach segundo o manuscrito de Anna Magdalena Bach, surgiu a proposta de unir a linguagem de J.S.Bach com a contemporaneidade do coreógrafo Jorge Garcia e demais bailarinos da cia., buscando expressar através do corpo todos os segredos, símbolos, argumentos e diálogos interiores que incitam inúmeras interpretações desta obra.

A I Suite para Violoncelo Solo de J.S.Bach mergulha na criação do universo, onde o músico surge como Criador e a música como Verbo, e estão no centro do espetáculo, com os bailarinos dançando em espiral à sua volta, com movimentos inspirados na rotação do universo e na dinâmica de seus dedos esquerdos. De acordo com Dimos Goudaroulis “Convidar o Jorge Garcia ­ com sua arte tão original e pessoal, seu virtuosismo, sua linguagem contemporânea e teatral, seu olhar inquieto ­ para coreografar a primeira Suite, a Suite do Gênesis e abertura da obra inteira, foi uma escolha completamente natural e obrigatória!

Juntos pensamos neste simbolismo da Suite I, escrita em Sol Maior, tonalidade quente e luminosa, solar: o Gênesis, a Criação do mundo e do universo em 6 dias/6 movimentos; o Logos, o Verbo, a música de Bach, o som impalpável da onde nasce o gesto, o movimento, a vida, a criação; o Criador e a criatura; o Homem e a Mulher; mas também uma inquietação escondida, a angústia da premonição da Queda e do destino amargo do homem aqui na terra.”

Fotografia: Eliana Souza

DATAS E LOCAL

As apresentações de I Suite para Violoncelo Solo de J.S.Bach acontecerão a partir de 13 a 16 de maio, quarta a sábado, às 21h.

Todas as apresentações ocorrerão na Sede de J.Gar.Cia Dança Contemporânea, a Capital 35. Este espaço vem se tornando um importante centro de atividades culturais relacionadas à dança, teatro, música, artes plásticas e outras linguagens artísticas. O ponto chave da Capital 35 é o intimismo que a espaço proporciona: é uma casa antiga e charmosa localizada em Perdizes, onde o público se sente à vontade e tem um contato direto com os bailarinos que, se não estão se apresentando, estão circulando pela casa, conversando com o público­visitante, ou servindo as bebidas e os quitutes que são vendidos na cozinha da casa nos dias de espetáculo.

Este clima despojado traz novos ares à dança contemporânea, despindo­a de seu caráter distante e proporcionando ao público uma experiência de proximidade com a obra e com os artistas, o que torna o ato de assistir um espetáculo de dança algo muito mais afetivo e acolhedor. É um desejo da J.Gar.Cia manter o a Capital 35 como um espaço multiartístico aberto, vivo e pulsante, expandindo cada vez mais sua programação e proporcionando para seus frequentadores diários e eventuais, novas e agradáveis vivências.

Fotografia: Eliana Souza

FICHA TÉCNICA

Direção e Coreografia: ​Jorge Garcia | Criação do Projeto Logo­diálogos e violoncel​o: Dimos Goudaroulis | Trilha sonora: ​I Suíte para Violoncelo de J.S. Bach | Assistência de direção e ensaiador: ​Edson Fernandes | Elenco: Amanda Raimundo, Jorge Garcia, Willy Helm, Natasha Vergílio, Marina Matheus e Rafaela Sahyoun | Criação original de Iluminação: ​Joyce Drummond | Adaptação de Iluminação:​Ari Buccioni | Cenário e Figurino:​Fábio Namatame | Registro do processo e Investigação:​Carolina Sudati | Registro em Vídeo: ​Osmar Zampieri | Fotografia: ​Silvia Machado e Eliana Souza | Cria da Casa Art Productions | Produção Executiva:​Priscila Wille | Coordenação de Produção:​Aline Grisa | Assessoria de imprensa: Natacha Maurer

O QUÊ?

I Suite para Violoncelo Solo de J.S.Bach

Classificação:​16 anos

Duração do espetáculo: ​55 minutos

QUANDO?

De 13 a 16 de maio de 2015, de quarta a sábado, às 21h.

A cozinha abre das 20h às 21h, e retoma suas atividades após o término do espetáculo até às 23h.

QUANTO?

INGRESSOS:​R$ 20 (inteira) / R$ 10,00 (meia)

* Destacamos que o espaço Capital 35 tem capacidade para 30 pessoas, por isso é necessário reservar o ingresso com antecedência.

Para reservar, escreva para: reservas@ciajgarcia.com.br. Aceita-­se dinheiro e cartão de débito.

ONDE?

​Capital 35

Rua Capital Federal, 35 – Sumaré, São Paulo, SP, BR.

 

Colaboração de: Natacha Maurer | Publicado por Darlene Carvalho