FOSCA ESTRÉIA NO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

tumblr_ohro6wzkeg1qcbsbho1_1280

Estréia nesta quarta-feira, 7/12, a última ópera da temporada lírica 2016 do Theatro Municipal de São Paulo: Fosca.

Composta por Carlos Gomes, as récitas acontecem ainda nos dias 8, 10, 11, 13, 15 e 17 de dezembro – de segunda-feira à sábado, a partir das 20h, no domingo, às 17h. Os ingressos variam de R$ 50 a R$ 160, com meia-entrada para todos os setores.

tumblr_ohro6wzkeg1qcbsbho2_1280

A montagem inédita que ganha os palcos do Municipal de São Paulo é de Stefano Poda, que criou o espetáculo exclusivamente para a casa de óperas paulistana. O artista italiano assina a direção cênica, a cenografia, os figurinos, o desenho de luz e a coreografia. Poda também estará esta semana nos cinemas brasileiros – a montagem de Fausto (criação dele para a obra-prima de Goethe) integra o festival Opera na Tela, que traz aos cinemas brasileiros o melhor da temporada lírica europeia recente – mais informações deste Festival no site.

tumblr_ohro6wzkeg1qcbsbho3_1280

Sexta ópera composta por Carlos Gomes, Fosca foi concebida com libreto em italiano (a segunda do autor campineiro). O compositor foi o mais importante autor brasileiro de ópera e o primeiro a ter destaque no meio lírico europeu. Em 2016, celebram-se duas efemérides relacionadas a ele: 180 anos de seu nascimento e 120 anos de sua morte.

Além da direção cênica de Poda, as récitas que entram em cartaz no Municipal tem direção musical de Eduardo Strausser, que rege também a Orquestra Sinfônica Municipal (OSM). O Coro Lírico Municipal, sob regência de Bruno Greco Faccio, e o Balé da Cidade de São Paulo participam da encenação. No papel de Fosca se revezam Nadja Michael e Chiara Taigi. Os papeis principais masculinos ficaram a cargo de Marco Vratogna e Leonardo Neiva (Cambro); Luiz-Ottavio Faria e Łukasz Goliński (Gajolo); e Thiago Arancam e Sung Kyu Park (Paolo).

Stefano Poda
direção, coreografia, iluminação, cenografia e figurinoPara dar à interpretação operística a unidade estética e conceitual de um teatro fundado na totalidade das artes, e visando uma percepção integral, plástica e rica de imagens, Stefano Poda se ocupa das diversas dimensões de suas montagens: direção, cenografia, figurino, iluminação e coreografia.

Em 2014, Stefano Poda assinou a abertura do 77° Festival do Maggio Musicale Fiorentino, com uma nova produção de Tristão e Isolda, de Richard Wagner, sob a regência de Zubin Mehta. Em 2015, concebeu Fausto para o Teatro Regio de Turim (numa coprodução com a Ópera de Israel de Tel Aviv e a Ópera de Lausanne), Otello na Ópera de Budapeste, Nabucco no Teatro Verdi em Trieste, e Andrea Chénier na Ópera Nacional da Coreia. Em 2016, dirigiu Ariodante para a Ópera de Lausanne e O Elixir de Amor para a Ópera Nacional do Reno, em Estrasburgo. Entre suas muitas produções, destacam-se Thaïs no Teatro Regio de Turim, em 2008, gravada pela RAI/Arthaus; Falstaff na Opéra Royal de Wallonie-Liège, em 2009, transmitido ao vivo em 200 cinemas nos EUA e na Europa (RAI/Dynamic); Il Concilio dei Pianeti, de Albinoni, com o Solisti Veneti (Unitel); A Força do Destino, abertura da temporada do Teatro Regio de Parma, em 2011, (Unitel) e do Festival Verdi, em 2014; Il Trittico, de Puccini, no Teatro Colón de Buenos Aires, em 2011; Leggenda no Teatro Regio de Turim e festival MITO, em 2011; Maria Stuarda na Ópera de Graz, em 2012, e na ABAO de Bilbao, em 2013; Il Trovatore para abertura do Festival Herodes Atticus em Atenas, em 2012; Atilla no St.Galler Festspiele, em 2013; Don Carlo na abertura da temporada 2013/14 do Theater Erfurt.

Eduardo Strausser
Direção musical e regência

Desde agosto de 2014, Eduardo Strausser é regente residente do Theatro Municipal de São Paulo. Nesta temporada, Eduardo regeu La Bohème, de Puccini, e Elektra, de Richard Strauss. Em temporadas passadas, Eduardo trabalhou com orquestras como a Kurpfälzischen Kammerorchester, de Mannheim, a Orquestra Sinfônica de Berna, a Südwestdeutsche Philharmonie Konstanz, a Berliner Camerata e o Luzern Festival Strings. Com a Meininger Hofkapelle, regeu A Flauta Mágica, de Mozart.

Este ano, Eduardo fez sua estreia com a Orchestra Filarmonica do Teatro La Fenice, de Veneza, e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e retornará à Berliner Camerata e ao Teatro Verdi, de Padova.

Entre 2012 e 2014, foi diretor artístico e regente da Orchesterverein Wiedikon e da Kammerorchester Kloten, em Zurique.

Nascido em São Paulo, em 1985, Eduardo estudou na Zürcher Hochschule der Künste, onde recebeu com distinção os títulos de mestre e especialista na classe do renomado Professor Johannes Schlaefli. Em 2007, passou o verão em Kürten, Alemanha, onde estudou análise e interpretação com Karlheinz Stockhausen. Participou de masterclasses com Bernard Haitink e David Zinman, na Suíça, e com Kurt Masur, em Nova York. Em 2008, foi selecionado para participar do prestigiado Fórum Internacional de Regentes do Ferienkurse für Neue Musik, em Darmstadt, onde teve a oportunidade de trabalhar com compositores como György Kurtág e Brian Ferneyhough.


O QUÊ? QUANDO?

Fosca

Antonio Carlos Gomes

  • 7/12 – quarta – 20h
  • 8/12 – quinta – 20h
  • 10/12 – sábado – 20h
  • 11/7 – domingo – 17h
  • 13/12 – terça – 20h
  • 15/12 – quinta – 20h
  • 17/12 – sábado – 20h

Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo

Coro Lírico Municipal de São Paulo

Balé da Cidade de São Paulo

Stefano Poda – Direção cênica, Cenografia, Figurinos, Desenho de luz e Coreografia

Eduardo Strausser – Direção musical e regência

Bruno Greco Facio – Regência do Coro Lírico

Fosca – Nadja Michael (7, 10, 13 e 17/12) | Chiara Taigi (8, 11 e 15/12)

Cambro – Marco Vratogna (7, 10, 13 e 17/12) | Leonardo Neiva (8, 11 e 15/12)

Gajolo – Luiz-Ottavio Faria (7, 10, 13 e 17/12) | Łukasz Goliński (8, 11 e 15/12)

Paolo – Thiago Arancam (7, 10, 13 e 17/12) | Sung Kyu Park (8, 11 e 15/12)

Delia – Lina Mendes (7, 10, 13 e 17/12) | Masami Ganev (8, 11 e 15/12)

Michele Giotta – Carlos Eduardo Marcos

Il Doge di Venezia – Murilo Neves

*Programação sujeita a alterações.


QUANTO?

Ingressos: R$ 50 a R$ 160 (meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes). Capacidade: 1.500 lugares

Bilheteria: 3053-2090 — Compre aqui os ingressos!


ONDE?

Theatro Municipal de São Paulo

Praça Ramos de Azevedo, s/nº – Bilheteria: 3053-2090


Colaboração: Vanessa Beltrão | Publicação: Darlene Carvalho

Anúncios

TEATRO DA VERTIGEM ATÉ DOMINGO

Petrobrás apresenta

teatro-da-vertigem-estudo-sobre-o-masculino-5

Teatro da Vertigem | Residências Artísticas

Estudo sobre o masculino: primeiro movimento

teatro-da-vertigem-estudo-sobre-o-masculino-6

Desde Julho, o Teatro da Vertigem está apresentando residências artísticas na sede do Teatro da Vertigem em São Paulo (Rua Treze de Maio, 240, Bela Vista) recebe, com direção de Antonio Duran, o espetáculo Estudo sobre o masculino: primeiro movimento, resultado do programa de residência artística do Teatro da Vertigem em que outros integrantes do grupo dirigem seus próprios trabalhos. Esse projeto conta com o patrocínio da Petrobrás, em uma parceria que dura mais de uma década.

teatro-da-vertigem-estudo-sobre-o-masculino-2

Dramaturgista dos últimos trabalhos do grupo, Duran propõe nessa encenação a investigação de um recorte do universo masculino: homens nascidos entre os anos 60 e 70, do século XX. Estudo sobre o masculino: primeiro movimento procura interrogar até que ponto esses homens urbanos de meia idade, diante ao envelhecimento, estariam abertos a repensar sua condição, sobretudo, frente aos seus afetos.

teatro-da-vertigem-estudo-sobre-o-masculino

A montagem explora a exposição de quatro homens de uma mesma geração frente a suas relações com os outros, com seus corpos e consigo mesmos, ao mesmo tempo em que transitam, em linha tênue, entre duas realidades: como atores de uma ficção e personagens de suas próprias vidas. Esse trabalho cênico é uma aproximação a isso tudo: um “primeiro movimento”.

teatro-da-vertigem-estudo-sobre-o-masculino-3

A proposta foi desenvolvida no período de quatro meses, levantando-se materiais cênicos e dramatúrgicos a partir das vivências dos atores e de suas experiências, em um processo colaborativo com áreas de criação: iluminação, sonoplastia, cenografia, figurino, vídeo, dramaturgia e direção.

Sinopse
Espetáculo “Estudo sobre o masculino: Primeiro movimento”

Quatro homens de meia idade, nascidos entre os 60 e 70 do século XX, transitam, em linha tênue, entre duas realidades: como atores de uma ficção e personagens de suas próprias vidas. Expostos em situações em que se deparam na relação com seus corpos, com os outros e consigo mesmos.

Ficha Técnica | Texto: Antonio Duran e Bruna Menezes | Assistente de direção: Rita Miranda | Atores: Douglas Simon, Fernando Pernambuco, Fernando Oliveira, Ricardo Socalschi. | Dramaturgismo: Bruna Menezes | Desenho de Luz: Danielle Meireles e Felipe Tchaça | Operação de luz: Felipe Tchaça | Cenografia e Figurino: Isabella Neves e Beatriz Oliveira | Vídeo: Michelle Bezerra e Letícia Hayashi | Operação de vídeo: Letícia Hayashi e Michelle Bezerra | Trilha Sonora: Lutz Gallmeister | Assistente de som e operação: Paulo Akio | Preparação viewpoints: Marcella Vicentini e Clarissa Moser | Preparação coreográfica: Tata Gouvea | Registro em vídeo: Andréia Teixeira e Fernando Lima | Criação gráfica: Natasha Karasek | Assistente de produção: Leonardo Monteiro | Concepção e direção: Antonio Duran

O QUÊ?

Espetáculo “Estudo sobre o masculino: primeiro movimento”

Duração: 90 min. Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.

QUANDO?

Até 07 de Agosto de 2016. De quinta a sábado, às 21h. Domingos, às 20h.

QUANTO?

Ingressos: Entrada franca – Lotação: 30 lugares

ONDE?

Sede Teatro da Vertigem

Rua Treze de Maio, 240 – Bela Vista, São Paulo – SP. Telefone:(11) 3255-2713.


Publicado por Darlene Carvalho

O ESPECULADOR DE OLHOS INVISÍVEIS DE CARNE EM JULHO E AGOSTO

A partir do dia 22 de Julho começa a nova temporada do espetáculo ‘O especulador de olhos invisíveis de carne” com a Cia. Corpos Nômades no Espaço Cênico O Lugar, ali na Rua Augusta.

o-especulador-de-olhos-invisiveis-de-carne

Para mais informações sobre o espetáculo, clique aqui. =)


O QUÊ?

O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne


QUANDO?

22/07 a 28/08/2016.

Sextas e sábados: 21h.

Domingos: 20h.


QUANTO?

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Reservas e informações: 11 32373224 / ciacorposnomades@gmail.com


ONDE?

Rua Augusta, 325, Consolação, São Paulo, SP.

Convênio com estacionamento na Rua Augusta, 108.

 


Publicado por Darlene Carvalho

2 FINAIS DE SEMANA COM NAVALHA NA CARNE

Navalha na Carne de Plínio Marcos

Direção Marcelo Drummond. Com Sylvia Prado, Marcelo Drummond y Tony Reis.

Navalha na carne é uma das peças mais conhecidas de Plínio Marcos e é considerada por muitos sua obra-prima. Nessa desmontagem de Marcelo Drummond, o jogo cênico contundente entre os três atores revela almas sangradas pela solidão e pelas dores de cada personagem; mas revela também o silêncio e a precisão dramatúrgica da poesia de Plínio, para muito além do estigma de autor de textos desbocados e cheios de fúria. Drummond inclui humor e contenção num jogo mutante, onde o vídeo, a luz, o cenário e o som estão tão presentes quanto a violência cotidiana das relações humanas vivida em cena. (release: teatro oficina)

navalha-na-carne

Foto: Lenise Pinheiro

Inscreva-se no canal do Teatro Oficina no Youtube clicando aqui. ;)

Vai ter transmissão ao vivo no dia 07 de Maio e 08 de maio!

navalha-na-carne- foto-Igor-Marotti

Foto: Igor Marotti


O QUÊ?

[teatro] Navalha na Carne

QUANDO?

Sábado, 7/05/2016, às 21h.
Domingo, 8/05/2016, às 20h.
Sábado,14/05/2016, às 21h.
Domingo, 15/05/2016, às 20h.

QUANTO?

R$ 40 (inteira)
R$ 20 (meia)
R$10 (moradores do Bixiga)
Ingressos online aqui.

ONDE?

Teat(r)o Oficina

R. Jaceguai, 520 – Bela Vista, São Paulo – SP.


Colaboração de Teat(r)o Oficina | Publicado por Darlene Carvalho

ÚLTIMO DIA: JULIETTE

Como já citado no post anterior, Juliette é um espetáculo que integra a maravilhosa trilogia libertina dos Satyros, também baseada na obra de Sade; mas… chegou o último dia de apresentação dessa temporada, então… se você ainda não apreciou ou quer ter essa experiência novamente, tem de correr pra não perder essa oportunidade.

juliette

Segue a sinopse da peça:

Juliette é uma heroína libertina que, embora tenha se criado num convento, experimenta uma vida repleta de depravação física e moral. A montagem aborda de forma não cronológica a vida da personagem e discute o papel da mulher na sociedade contemporânea.

Texto: Rodolfo García Vázquez e Nina Nóbile, a partir da obra de Marquês de Sade | Direção: Rodolfo García Vázquez | Elenco: Billy Eustáquio, Cristian Silva, Daiane Brito, Débora Cruz, Diego Ribeiro, Eric Barros, Evandro Roque, Fernando Soares, Flavio Sales, Hanna Perez, Janaína Arruda, Lenin Cattai, Lorena Garrido, Lucas Allmeida, Marcelo Thomaz, Ren’Art,  Silvio Eduardo, Stephane Sousa

Acesse esse link: www.satyros.com.br/blog/


O QUÊ?

Juliette

Duração: 90 minutos

Classificação: Não recomendado para menores de 18 anos

QUANDO?

Sábado, 19 de Março de 2016, às 21h.

QUANTO?

Ingresso: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia entrada)

Capacidade: 80 pessoas

ONDE?

Estação Satyros

Praça Roosevelt, 134 – Consolação

Telefone: 11 3258-6345


Publicado por Darlene Carvalho

 

ÚLTIMO DIA: A FILOSOFIA NA ALCOVA

a-filosofia-na-alcova-foto-Alexandre-de-Oliveira

Chegou o último dia de mais uma temporada de ‘A Filosofia Na Alcova, uma peça também não recomendada para menores de 18 anos e super recomendada para despudorados. =)

A filosofia na alcova é uma peça baseada na obra de Marquês de Sade e faz parte da trilogia libertina apresentada pela companhia de teatro Os Satyros há algum tempo, sempre com novo elenco/figurino para cada temporada. Recomendo a todos a trilogia inteira! Na verdade, não dá mais tempo de recomendar toda a trilogia, porque Os 120 dias de Sodoma encerrou a temporada ontem então, resta-me recomendar A filosofia na Alcova e Juliette, também no último dia de apresentação.

Quer saber mais sobre A Filosofia na Alcova? Acesse esse link: www.satyros.com.br/blog/


 

O QUÊ?

A Filosofia Na Alcova

Duração: 60 minutos

QUANDO?

Sábado, 19 de Março de 2016, à meia-noite.

QUANTO?

Ingresso: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia entrada)

Capacidade: 80 pessoas

ONDE?

Estação Satyros

Praça Roosevelt, 134 – Consolação

Telefone: 11 3258-6345


Publicado por Darlene Carvalho

 

ÚLTIMO DIA DE ‘PRAZER E SEXO’

Um monólogo imperdível abordando os temas que entitulam a peça: prazer e sexo.

prazer-e-sexo-nova-foto

Sinopse

prazer-e-sexoA sexóloga Shaiany, vive em eterno conflito com suas buscas, erros, acertos e perversidades, em virtude da vaidade, talvez só encontrada com a maturidade. Autodidata, experiente, mas solitária, fala de uma forma direta sobre sexo e adora mesmo é praticar. Sempre deu dicas sexuais através de seu blog, programa de TV, palestras. Resolve após uma noite de sexo pelo sexo, revelar sua verdadeira identidade. Com humor sarcástico e momentos tragicômicos, ela tenta preencher um vazio causado por motivos que ela mesmo desconhece. Sem medo da velhice, encara os fatos de maneira insana, entrega-se à maturidade com mesmo vigor da mocidade.

Direção: Ivan Augusto.

Texto e interpretação: Fernando Silveira (Do Sucesso Fernando em Pessoas)

Dica: assista esse vídeo e sinta o clima da peça… =D


O QUÊ?

Espetáculo teatral: Prazer e Sexo

Classificação: 16 anos.

QUANDO?

Início da temporada: 26/01/2016
Até 26 de Março de 2016.

Sábados. 21h30.

Para adicionar esse evento ao seu Google Calendar, clique aqui → 

QUANTO?

R$ 50 / R$ 25

Promoção 1 → Ingressos promocionais no SampaOnline. Clique aqui!

Promoção 2 → Apresente o ingresso de alguém que já assistiu a peça, paga só a metade do valor da entrada. ;)

Promoção 3 → www.bilheteriaexpress.com.br

No Teatro do Ator há espaço para 112 pessoas.

Horário da Bilheteria: terça a domingo, das 15h às 22h.

ONDE?

Teatro do Ator

Praça Roosevelt, 172, Consolação, São Paulo, SP.

Telefone: 3257-3207

Estacionamento ao lado.


 

Publicado por Darlene Carvalho